domingo, 23 de setembro de 2007

Início

Começou o maior ano de sempre, o ano de todas as mudanças, o ano de todos os acontecimentos, o dinheiro a chegar, o trabalho a florescer, as couves a crescerem. Este ano é que é!!!

O Núcleo prepara-se para receber toda vida... repito, toda a vida.

A morada dos teus sonhos,

Rua Miguel Bombarda, 187
Porto
22 2039076
96 9102081
DEIXA AQUI o TEU CONTRIBUTO

7 comentários:

Patomanso disse...

Vê-se muita motivação neste novo começo!

Vai ser bom, vai vai!

o que leu o JUP disse...

Pois foi um início muito foleiro, "caralho", Miguel Maria! Mais: se os "filhos da puta" voassem, não veríamos o sol!

Que raio de linguagem é essa, gente? É fashion? É anarco-intelectual-verde-ecológico-//www//qualquercoisa ou tal?

Querem marcar a diferença? Pois marcaram. Pela negativa.
O que fizeram às entrevistas? E às reportagens? E aos assuntos da academia? Um jornal feito de artigos de opinião???? Não há gente de jornalismo por aí?

Por favor, prezem o legado deixado e a qualidade a que o JUP nos habituou!
Merece isso o público e a História do jornal.

um leitor esperançado disse...

pois é... o caralho funciona nos dois sentidos... quem manda para o caralho também é mandado para o caralho - qual é a substância do caralho, contando com tanta merda que anda por aí? zero, apenas uma declaração estética. Mexer com as coisas, deve ser mais que estética, deve ser também uma ética - que tal começarem pelo blog?

tito disse...

Olá.

O jornalismo de opinião, de investigação, de entrevista, de imparcialidade ou do que lhe quiserem chamar são conceitos que se desafiam. Principalmente num jornal universitário. A expressão "caralho" foi aprendida nas sessões de praxe académicas.

"filhos da puta" fui eu que escrevi e se tiveres algum problema: às duas na torre dos clérigos.

toti disse...

Então? tudo bem?

o que é que este "filho da puta" percebe de jornais académicos?

otit(e) disse...

Muito bem! eu aprendi caralho nas obras, que é mais ou menos a praxe dos pobres, um sítio onde nos confrontamos constantemente... e foi mais ou menos fácil - não precisei de ir tirar uma licenciatura

Patomanso disse...

Fodasse (nota do editor: sim, FODASSE!), há gente com uma escala de pensamento muito mesquinha.

Se vocês tivessem lido a merda do jornal não tinham metade das queixas.

Mas cagaram e leram só as caralhadas. Cambada de Fátimas Lopes.